Buscar
  • de_somayama

Jejum Intermitente: vantagens e como fazer


Muita gente ainda se assusta com essa palavra. Afinal, falar em ficar de jejum parece ser contra tudo que tínhamos aprendido sobre alimentação saudável. Centenas de estudos provam justamente o contrário e quem pratica esbanja elogios à pratica.


O que é Jejum Intermitente?

O jejum intermitente é um padrão alimentar que recomenda alternar entre períodos de alimentação e jejum. Você já percebeu que a maioria das pessoas já “jejua” todos os dias enquanto dorme? O jejum intermitente é muito simples, basta prolongar esse período por um pouco mais de tempo. Você pode fazer isso pulando café da manhã, comendo sua primeira refeição ao meio-dia e sua última refeição às 8 da noite. Então, você está tecnicamente jejuando por 16 horas todos os dias e restringindo sua alimentação a uma janela de 8 horas. Esta é a forma mais popular de jejum intermitente, conhecido como protocolo 16/8. Durante o jejum, não se consome nenhum alimento, somente bebidas como água, chá e café sem açúcar nem adoçante. E nada de água com limão também. Durante o período em que você come (Janela alimentar), o ideal é comer alimentos com baixo carboidrato para obter melhores resultados.


Benefícios do jejum intermitente

  • Quando não nos alimentamos por um tempo, muitas coisas acontecem no nosso corpo. Por exemplo, o início de importantes processos de reparo celular e alteração dos níveis hormonais para tornar a gordura corporal armazenada mais acessível.

  • Durante o jejum, os níveis de insulina diminuem e o hormônio do crescimento humano aumenta. Além disso, as células iniciam importantes processos de reparo e remoção de resíduos das células.

  • Os níveis sanguíneos de insulina caem significativamente. Essa condição facilita a queima de gordura. Durante o jejum, o hormônio do crescimento humano atinge níveis mais altos e isso facilita a queima de gordura e o ganho muscular.

  • Outra vantagem é que vários genes e moléculas relacionadas à longevidade e proteção contra doenças sofrem mudanças benéficas para o corpo durante o jejum.

  • Muitos adeptos do jejum intermitente adotaram a prática com o objetivo de perder peso. De um modo geral, o jejum intermitente fará com que você faça menos refeições. A menos que você compense durante as outras refeições, acabará consumindo menos calorias.

  • Ele também aumenta a função hormonal para facilitar a perda de peso. Os níveis de hormônio do crescimento e de norepinefrina (noradrenalina) elevam a quebra da gordura corporal e facilitam seu uso de energia e diminuem os níveis de insulina. Baseado nessas mudanças é evidenciado que o jejum de curto prazo realmente aumenta sua taxa metabólica em aproximadamente 3,6-14%, ajudando o corpo a queimar ainda mais calorias.

  • Estudos mostram que o jejum intermitente pode reduzir o dano oxidativo e a inflamação no corpo. Isso traz benefícios contra o envelhecimento e o desenvolvimento de inúmeras doenças.

  • O jejum também reduz a resistência à insulina, reduzindo o risco de diabetes tipo 2.

  • Além disso, ajuda a saúde do cérebro protegendo contra doenças como o Alzheimer.

Essas são apenas algumas das vantagens do JI. É uma prática bastante simples e que você pode experimentar aos poucos iniciando com 8h de jejum e ir aumentando 1h a mais a cada 2 dias. Bora praticar?

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo